Expertise das associadas da Apecs contribui para construção do Sistema São Lourenço

Obra permitirá a captação de 4,7 mil l/s de água, volume suficiente para atender 1,5 milhão de moradores

Considerada a maior obra hidrográfica do país, o Sistema Produtor de Água São Lourenço está na reta final e conta com o trabalho de empresas especializadas associadas da Apecs (Associação Paulista de Empresas de Consultoria e Serviços em Saneamento e Meio Ambiente). “Essa obra conta com empresas altamente qualificadas no setor de saneamento e meio ambiente. São companhias com expertise reconhecida, inclusive internacionalmente”, destaca Luiz Roberto Gravina Pladevall, presidente da Apecs.

O Sistema São Lourenço será um importante reforço na captação de água para a Região Metropolitana de São Paulo, com foco na Região Oeste do município, e ajudará, principalmente, na recuperação do Cantareira. Ele permitirá o tratamento de 4,7 mil l/s (litros por segundo) de água, volume suficiente para atender 1,5 milhão de moradores dos municípios de Barueri, Carapicuíba, Cotia, Itapevi, Jandira, Santana de Parnaíba e Vargem Grande Paulista. Desse total, cerca de 1,1 milhão são abastecidos pelo Cantareira. Segundo a Sabesp, as obras recebem investimentos na ordem de R$ 2,21 bilhões.

“As empresas associadas da Apecs cumprem um importante papel na construção dessa obra que, sem sombra de dúvida, vai solucionar um importante problema para a região metropolitana de São Paulo”, aponta Pladevall. Segundo o dirigente, as tecnologias aplicadas nessa obra são resultado de anos de trabalho dessas companhias, que não têm medido esforços para investir em capacitação. Entre elas, estão firmas como Cobrape (Cia Brasileira de Projetos e Empreendimentos), Vizca Engenharia e Consultoria Ltda, Concremat Engenharia e Tecnologia S/A, Arcadis Logos S.A., Hidroconsult Consultoria, Estudos e Projetos S/A e JNS Engenharia, Consultoria e Gerenciamento Ltda.

O projeto conta com uma Estação de Tratamento de Água em Vargem Grande Paulista e reservatórios para armazenamento de água. A captação do São Lourenço acontece na represa Cachoeira do França, em Ibiúna. De acordo com a Sabesp, está prevista a instalação de 83 km de adutoras (grandes tubulações), incluindo um túnel de 1.100 metros e duas passagens por baixo da Rodovia Raposo Tavares. Segundo a companhia de saneamento, um dos pontos principais é o bombeamento da água para superar o desnível de aproximadamente 300 metros da Serra de Paranapiacaba.

Sobre a Apecs

Fundada em 1989, a Apecs congrega atualmente cerca de 40 das mais representativas empresas de serviços e consultoria em Saneamento Básico e Meio Ambiente com atuação dentro e fora do país.

Essas companhias reúnem parte significativa do patrimônio tecnológico nacional do setor de Saneamento Básico e Meio Ambiente, fundamental para o desenvolvimento social e econômico brasileiro, estando presente nos mais importantes empreendimentos do setor.

Crédito foto: Ciete Silvério/Assessoria de Imprensa do Governo do Estado de São Paulo


Assessoria de Imprensa da APECS – Associação Paulista de Empresas de Consultoria e Serviços em Saneamento e Meio Ambiente
Ex-Libris Comunicação Integrada – (11) 3266-6088
Edmir Nogueira - r. 234 / 98937-3503 – edmir@libris.com.br
Marco Berringer – r.223 / 97682-4686– marcopaulo@libris.com.br

Informações Clipping

 

Confira o clipping das notícias da Apecs.

Basta digitar www.mjornal.net.br/apecs 

 

Contato

Rua Rego Freitas,289- 6º Andar Sala 61 Vila Buarque CEP:01220-010:
apecs@apecs.com.br
  +11 3221 5554
  +11 3333 4327
  São Paulo - SP